Facebook

Notícias

Ultra-superovulação em camundongos: um novo protocolo para incrementar a obtenção de oócitos


Produção de embriões de 2-células (A) e filhotes saudáveis (B) oriundos de uma única fêmea de camundongo superovulada com o novo protocolo IASe.


Os pesquisadores Toru Takeo e Naomi Nakagata (CARD, Universidade de Kumamoto, Japão), publicaram no periódico PLoS one (maio de 2015) o artigo “Superovulation Using the Combined Administration of Inhibin Antiserum and Equine Chorionic Gonadotropin Increases the Number of Ovulated Oocytes in C57BL/6 Female Mice”. Neste trabalho, os autores descrevem como o uso de eCG e antissoro de inibina (IAS) conseguiu fazer fêmeas de camundongo ovularem, em média, mais de 100 oócitos por animal. Este resultado representa, aproximadamente, 3 a 4 vezes a quantidade de oócitos obtidos regularmente pelos métodos clássicos de superovulação. O protocolo oficialmente denominado de IASe no artigo foi, informalmente, chamado de Ultra-superovulação pelos pesquisadores.


Para maiores informações vejam o artigo na PLoS one:

DOI: 10.1371/journal.pone.0128330

http://journals.plos.org/plosone/article?id=10.1371/journal.pone.0128330


Além disso, há o vídeo disponibilizado no canal YouTube do CARD (no qual são mostradas ampolas do oviduto de fêmeas tratadas com IASe, literalmente cheias de oócitos):



 

Voltar